O Aterro de Prima Deshecha é uma área regional de descarte de resíduos operada pelo condado de Orange, estado da Califórnia. Depósitos de deslizamentos antigos caracterizam a área licenciada do aterro. Durante a construção da área de descarte da Zona 1 Fase A, ocorreu um novo deslizamento por baixo de uma pilha de terra. O deslizamento impactou o riacho Prima Deshecha Cañada, um curso de água natural que corre entre a Zona 1 e a área de empilhamento. A Tetra Tech elaborou planos para remediar o deslizamento. O projeto proporcionou uma implantação ininterrupta de células de descarte de resíduos e mitigou impactos no riacho e nos habitats selvagens adjacentes.

O projeto de remediação da Tetra Tech estabilizou os riscos de deslizamento por meio de um contraforte e realinhando o canal do riacho Prima Deshecha Cañada. O Plano Diretor geral do aterro, Zona 1, que a Tetra Tech elaborou, foi revisado para incluir o projeto de remediação do aterro e incluiu projetos de modificações de uma célula de descarte na Fase B. O plano diretor revisado com as soluções inovadoras em terraplanagem da Tetra Tech gerará uma capacidade adicional de cerca de 4,5 milhões de toneladas e aproximadamente cinco anos a mais de vida útil para o aterro. Com ele, é adiada a necessidade de grandes cortes de taludes ao norte para a implantação da Zona 4, e são reduzidas as despesas da Zona 1.

A Tetra Tech projetou uma solução inovadora com um canal e áreas alagadas de biomitigação de modo a compensar os impactos nos recursos biológicos. O canal incorporou estruturas de gabiões em degraus, gabiões estabilizadores no canal, dissipadores de energia compostos por mantas com malha de arame trançado preenchidas com rochas e muro de arrimo de concreto modular. A Tetra Tech também supervisionou a preparação de planos para salvar espécies vegetais, reciclar e relocar o solo, estabilizar áreas de mitigação e melhorar a irrigação.

Para dar suporte ao realinhamento do riacho, a Tetra Tech auxiliou na obtenção de uma Licença 404 do U.S. Army Corps of Engineers (USACE – Corpo de Engenheiros do Exército dos EUA), uma Licença 1601 para Alteração de Leito de Rio, do California Department of Fish and Game (Departamento de Caça e Pesca da Califórnia), uma Licença 401 de Certificação de Qualidade da Água, do Regional Water Quality Control Board (Conselho Regional de Controle de Qualidade da Água) e uma Licença de Parecer Biológico dos U.S. Fish & Wildlife Services (Serviços de Pesca e Vida Selvagem dos EUA). Durante o processo de aprovação, que levou mais de quatro anos, a Tetra Tech avaliou e projetou as Fases A1 e C1 antes do projeto de revestimento da Fase B, que está localizado dentro da área de remediação de deslizamentos. Estas subfases de revestimento facilitaram a operação continuada da unidade ao mesmo tempo em que o projeto de remediação de deslizamentos da Fase B era aprovado.