Os esforços da U.S. Environmental Protection Agency (EPA) na remediação dos Grandes Lagos e outros terrenos contaminados conduziram a testes e análises detalhados de tecnologias inovadoras.

As aplicações ambientais envolvendo a gestão de resíduos e remediação de terrenos contaminados evoluíram desde os anos 80. Isto inclui o tratamento da água, como resíduos de óleo de efluentes de plataformas de perfuração de petróleo, chorume ou águas subterrâneas que contenham contaminantes orgânicos, tratamento de vapores orgânicos, estabilização de resíduos orgânicos, lodo ou solo para fins de atendimento aos critérios de escorrimento de resíduos tóxicos da EPA, incorporação de componentes absorventes em sistemas de barreiras verticais ou horizontais para aterros de resíduos tóxicos e cobrimento de camada finas no local.

Aplicações mais recentes incluem o uso de aditivos para baixar a biodisponibilidade de contaminantes e componentes de capas de sedimentos ativas projetadas para absorver contaminantes orgânicos, reduzindo assim o transporte por advecção para a coluna d’água.

Entre los usos más recientes se encuentran el empleo de correcciones para reducir la biodisponibilidad de los contaminantes y como componentes en las cubiertas activas de sedimentos para absorber contaminantes orgánicos y reducir así el transporte advectivo hacia la columna de agua.

Autor
Sandip Chattopadhyay, et ál.
Data
16 de Novembro de 2012
Publicação
Environmental Science and Technology (ES&T) Journal
Baixar arquivo