Os autores concluíram um estudo para um novo túnel de uma mina na Bacia de Athabasca, em Saskatchewan, onde o congelamento do solo é desejável para reduzir infiltrações de água. Foram impostas restrições no projeto em termos de infiltração de água permitida (menos que 10 m³/hora) dentro do túnel. Uma vez que o túnel passa por formações altamente permeáveis, foram incorporadas medidas de controle de infiltração no projeto. O congelamento do solo foi selecionado como o método mais confiável e comprovado para a contenção e um projeto de revestimento hidrostático foi implementado. Ao explorar diversas opções tecnológicas disponíveis para proporcionar um revestimento totalmente hidrostático, os autores elaboraram um novo conceito de projeto que proporciona uma solução mais rentável ao mesmo tempo em que atende todas as restrições de projeto.

Uma nova abordagem foi desenvolvida para a construção da membrana de modo a resolver os problemas criados pelas condições de congelamento existentes nas paredes de escavação. O material da membrana requer uma subclasse de concreto projetado para suavizar a superfície irregular da escavação de rochas. Uma hipótese funcional foi proposta pelo autor principal, por meio da qual a camada de base de concreto projetado serviria para criar uma superfície adequadamente lisa e também fornecer uma área de superfície quente por um período estendido de tempo necessário para pulverizar e curar as três camadas de membrana.

Autor
J. Ouellet, J. Hatley, S. Greensted, and M. Harper
Data
10 de Setembro de 2013
Publicação
WTC 2013: World Tunnel Congress, Genebra, Suíça
Baixar arquivo