Lisa Dukes está vivendo seu sonho ao mesmo tempo em que continua usando o capacete. Trabalhando com a organização Engenheiros Sem Fronteiras EUA (EWB-USA), Lisa, uma engenheira da Tetra Tech residente no estado de Washington, realizou rapidamente seu sonho de usar suas habilidades profissionais para ajudar comunidades necessitadas.

Lisa entrou na Tetra Tech em 1999, e firmou parceria com o EWB-USA em 2008. O EWB-USA facilita o envolvimento de estudantes de engenharia e engenheiros profissionais em trabalhos de caridade em todo o mundo. Seu escopo global e modelos sustentáveis se alinham perfeitamente com a visão da Tetra Tech de fornecer soluções bem definidas em um mundo complexo.

EWB A Dream Come True 2

Trabalhando junto com Brian Peters, Lisa estabeleceu a divisão Profissional de Mid-Columbia (EWB-MC) no leste do estado de Washington e rapidamente concretizou seu sonho de ajudar as pessoas que o EWB denomina “os outros 90%.”

“Um artigo sobre a organização Médicos Sem Fronteiras me inspirou a buscar uma organização que me deixasse ajudar as pessoas como engenheira”, contou Lisa. “Foi assim que encontrei o EWB.”

Lisa e Brian rapidamente começaram a recrutar membros do escritório da Tetra Tech em Richland, estado de Washington, para a divisão EWB-MC, e a envolver outros engenheiros locais ansiosos para iniciar uma relação com uma comunidade necessitada. O EWB-USA posta projetos em sua página da internet, mas estimula os membros a encontrar e apresentar seus próprios projetos. No caso de Lisa, o projeto a encontrou. A organização sem fins lucrativos Beth’s Girls entrou em contato com a divisão de Lisa e pediu a eles que ajudassem a construir uma escola de ensino médio em Lumwana West, Zâmbia.

Situada ao sul da linha do Equador, Zâmbia fica em uma elevação de 1.524 m acima do nível do mar e possui um clima árido. A escola de ensino médio mais próxima de Lumwana é um colégio interno a 87 km de distância, que custa $407 por criança anualmente. De acordo com a African Economic Outlook, 67% da população de Zâmbia vive em extrema pobreza, vivendo com menos de $1 por dia. A distância de Lumwana até os municípios vizinhos também suprime a capacidade da comunidade de melhorar o nível de educação de seus filhos sem uma escola de ensino médio nas proximidades. As meninas da comunidade são afetadas desproporcionalmente, uma vez que são as que menos provavelmente serão enviadas a um colégio interno distante. Famílias que podem enviar seus filhos optam por enviar os meninos.

O projeto do EWB-MC ajudará a construir uma escola de ensino médio, de modo que todos os alunos tenham a oportunidade de continuar sua educação e por fim entrar em uma universidade.

“[O EWB-USA] considera apenas projetos que beneficiem toda uma comunidade, [o projeto...] não pode beneficiar apenas um grupo”, informou Lisa. A escola de ensino médio aceitará alunos de ambos os sexos e trabalhará para fechar as lacunas de alfabetismo e educação entre meninos e meninas.

A escola será construída de acordo com os padrões do Ministério da Educação de Zâmbia. Das três salas de aula da escola, uma será dedicada a um laboratório de matemática e outra a um laboratório de ciências.

Assim que a divisão EWB-MC aceitou o projeto, eles começaram a levantar fundos. Lisa se inscreveu no Programa de Subsídio anual ao EWB-USA da Tetra Tech, que fornece suporte a projetos do EWB em que funcionários da Tetra Tech estão envolvidos. O Programa de Subsídios está aberto a todos os funcionários da Tetra Tech que são membros de uma divisão ativa do EWB-USA. A divisão EWB-MC recebeu uma verba de $4.500,00 do Programa de Subsídio da Tetra Tech para o projeto. A Tetra Tech depois escolheu continuar dando suporte ao projeto Lumwana West, tornando-o o Programa Beneficente do Ano de 2012, levantando com sucesso mais $11.210 em doações de funcionários de todo o mundo.

Um dos objetivos principais do EWB-USA é envolver a comunidade local e contar com seu apoio no projeto após os engenheiros do EWB-USA serem desmobilizados. A comunidade de Lumwana está profundamente envolvida no projeto e membros da comunidade estão contribuindo com seu conhecimento em olaria e outras habilidades laborais. Os membros da comunidade fizeram todos os tijolos necessários para construir as paredes da escola de acordo com os padrões exigidos pelo EWB-USA. A ajuda financeira da Tetra Tech também está fornecendo ferramentas valiosas para a comunidade. Por exemplo, as verbas da Tetra Tech contribuíram para a compra de uma betoneira para a construção da escola. Um pequeno problema de licenciamento atrasou a conclusão do projeto, mas não o parou. Graças à dedicação dos membros da comunidade de Lumwana e dos voluntários do EWB-MC, a construção do projeto está em andamento – eles estão agora comprando o restante do concreto para concluir as paredes e instalar a cobertura. Uma nova data de conclusão será marcada para garantir que os 700 alunos de Lumwana possam continuar sua educação.

Assim que a escola estiver concluída, a Beth’s Girls trabalhará em conjunto com a World Vision para levantar mais fundos e construir lares para os professores em Lumwana. O Ministério da Educação de Zâmbia também contribuirá com verbas. A fundação Beth’s Girls também se dedicará a promover relações entre professores americanos e professores da escola de ensino médio de Lumwana. Além disso, em virtude do compromisso que o EWB-USA assumiu perante a comunidade a que serve, o projeto será monitorado por Lisa e sua equipe durante cinco anos após sua conclusão.

A Tetra Tech promove o desenvolvimento pessoal de seus funcionários e os encoraja a assumir causas dignas. A divisão profissional EWB-MC é um exemplo do sucesso que nossos funcionários conseguem quando fazem o que amam e são encorajados a fazê-lo. O suporte da Tetra Tech para o EWB, tanto nos Estados Unidos quanto no Canadá, é continuamente recompensado pelo benefício para as comunidades que ajudamos, para nossos funcionários e a para o EWB, que permite que engenheiros como Lisa deem suporte a uma nova geração de engenheiros em nosso objetivo global de tornar o mundo um lugar melhor.