Em 12 de junho, o Embaixador dos EUA na Indonésia, Robert Blake, visitou o programa de Suporte à Silvicultura e Clima na Indonésia (IFACS) da U.S. Agency for International Development (USAID – Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional) durante sua recente viagem a uma província no extremo leste da Indonésia, Papua.

A Tetra Tech está implementando o programa IFACS financiado pela USAID, voltado a reduzir o desmatamento, diminuir os efeitos das mudanças climáticas e auxiliar o governo da Indonésia a conservar os processos dos ecossistemas do país.

Durante a visita, o Embaixador, sua delegação da Embaixada dos EUA e técnicos da USAID receberam um resumo da iniciativa de conservação e gestão de mudanças climáticas do programa IFACS para o mangue de Mimika, que ocupa uma área de 250.000 hectares. O mangue tem uma das maiores concentrações de carbono do mundo e proporciona um recurso econômico vital para milhares de indivíduos. O programa IFACS da USAID trabalha com governos distritais e partes interessadas locais em toda a regência de Mimika para conservar os mangues e florestas em terras baixas para reduzir as emissões de gases do efeito estufa e promover um desenvolvimento com poucas emissões, focando no desenvolvimento econômico em terras já degradadas.

Sendo o terceiro maior emissor de gases do efeito estufa do mundo, os recursos florestais da Indonésia exigem uma gestão melhorada uma vez que são críticos para tentativas globais de lidar com as mudanças climáticas e a conservação da valiosa biodiversidade. O IFACS fará uma contribuição substancial para o objetivo do governo da Indonésia de reduzir a emissão de gases do efeito estufa em até 26% até o ano 2020, fornecendo incentivos convincentes e capacidade para a elaboração e adoção de estratégias de desenvolvimento com poucas emissões para as partes envolvidas nas florestas da Indonésia.

Após um passeio de barco para ver este rico ecossistema de mangue em primeira mão, a comitiva desembarcou no pequeno vilarejo de Pigapu, onde o IFACS recentemente concluiu um mapeamento participativo do uso do mangue e recursos naturais nas áreas adjacentes. Lá, o Embaixador Blake foi recebido com uma calorosa cerimônia de boas-vindas dos Kamoro, com centenas de dançarinos tradicionais. Os Kamoro, cujo nome significa “habitantes das terras baixas”, são o povo indígena que vivem no mangue e nas florestas de terras baixas no sul de Papua.

A cerimônia de boas-vindas foi seguida de preces tradicionais e discursos de representantes provinciais e distritais, enfatizando seu compromisso com a conservação e uso sustentável do mangue. O Embaixador Blake fechou a cerimônia com comentários que elogiaram a liderança da comunidade e do governo em conservar suas florestas de mangue famosas no mundo todo, e garantiu que o governo dos EUA permanecerá dedicado a dar suporte a seus esforços. A equipe do IFACS então realizou uma coletiva de imprensa e sessão de fotos com entalhadores de madeira e a comunidade de Kamoro.